Os Brutos Também Amam

Agnaldo Timóteo

Você jamais vai entender
O amor que eu lhe dei
Talvez estranho pra você
Mas só eu sei o quanto amei

No mundo triste de onde eu vim
Nada disso tem valor
Nele tudo se embrutece
Mas o coração esquece
Quando tem um grande amor

Você não devia esperar
Que eu fosse diferente do que sou
Com amor seria fácil entender
O meu jeito meio rude de querer

Que pena tudo terminar
Da maneira que acabou
O seu amor não foi bastante
Pra querer-me como eu sou

Você um dia vai saber
Que eu te amei como ninguém
Minhas lágrimas reclamam
Elas dizem no meu pranto
Que os brutos também amam

Você não devia esperar
Que eu fosse diferente do que sou
Com amor seria fácil entender
O meu jeito meio rude de querer

Que pena tudo terminar
Da maneira que acabou
O seu amor não foi bastante
Pra querer-me como eu sou

Você um dia vai saber
Que eu te amei como ninguém
Minhas lágrimas reclamam
Elas dizem no meu pranto
Que os brutos também amam

Minhas lágrimas reclamam
Elas dizem no meu pranto
Que os brutos também amam

Written by: Erasmo Carlos / Roberto Carlos
Sent by Romario. Revised by 2 people.
Did you see an error? Send us your revision.