Cavaleiro Triste

Agnaldo Timóteo

Sou um cavaleiro triste caminhando
No sertão do meu país
Sigo procurando o amor que foi embora
Como o destino quis

Trago pendurada nas costas a viola
E muito amor no coração
Vou com o pensamento perdido no espaço
Dos confins desse refrão

E a espada de São Jorge
Abre os caminhos meus
Minha arma é muito forte
É a minha fé em Deus

Já não sei de onde venho
Nem mesmo onde vou chegar
Sei fazer milhões de amigos
Ser valente e chorar

Sou um cavaleiro e sigo meu caminho
Em busca de uma ilusão
A ilusão do amor que nem sei onde mora
Montado no meu alazão
Levo na bagagem do cavalo baio
A saudade que ficou

Sou um cavaleiro triste procurando
O amor que foi e não voltou
E a espada de São Jorge
Abre os caminhos meus
Minha arma é muito forte
É a minha fé em Deus

Já não sei de onde venho
Nem mesmo onde vou chegar
Sei fazer milhões de amigos
Ser valente e chorar
Eu sou um cavaleiro triste
No sertão do meu país

Written by: Majo / Wagner Montanheiro
Sent by Nelson.
Did you see an error? Send us your revision.