Minhas Trovas de Amor

Agnaldo Timóteo

Louco de amor, te busquei
E ao te encontrar percebi
Não fui eu que te achei
Eu, sim, é que me perdi

Como o quadro na moldura
Como a rosa no botão
Como Deus na criatura
Estás no meu coração

Quis tornar-me um trovador
Para dizer que és minha
Mas tudo em vão, meu amor
Não coube numa quadrinha

Definir a eternidade
É fácil, já defini
É o instante de saudade
Que eu viva longe de ti

Written by: J. G. De Araujo Jorge / João Roberto Kelly
Sent by Nelson.
Did you see an error? Send us your revision.