LETRAS.COM - Letras de canciones

Apenas Um Rapaz Latino Americano

Belchior

Apenas Um Rapaz Latino Americano

Eu sou apenas um rapaz latino-americano
Sem dinheiro no banco
Sem parentes importantes
E vindo do interior

Mas trago de cabeça uma canção do rádio
Em que um antigo compositor baiano me dizia
Tudo é divino, tudo é maravilhoso

Mas trago de cabeça uma canção do rádio
Em que um antigo compositor baiano me dizia
Tudo é divino, tudo é maravilhoso

Tenho ouvido muitos discos
Conversado com pessoas
Caminhado meu caminho
Papo, som, dentro da noite
E não tenho um amigo sequer
Que 'inda acredite nisso não
Tudo muda!
E com toda razão

Eu sou apenas um rapaz latino-americano
Sem dinheiro no banco
Sem parentes importantes
E vindo do interior

Mas sei que tudo é proibido
Aliás, eu queria dizer que tudo é permitido
Até beijar você no escuro do cinema
Quando ninguém nos vê

Mas sei que tudo é proibido
Aliás, eu queria dizer que tudo é permitido
Até beijar você no escuro do cinema
Quando ninguém nos vê

Não me peça que eu lhe faça uma canção como se deve
Correta, branca, suave, muito limpa, muito leve
Sons, palavras, são navalhas
E eu não posso cantar como convém
Sem querer ferir ninguém

Mas não se preocupe, meu amigo
Com os horrores que eu lhe digo
Isto é somente uma canção
A vida realmente é diferente
Quer dizer, ao vivo é muito pior

E eu sou apenas um rapaz latino-americano
Sem dinheiro no banco
Por favor, não saque a arma no saloon
Eu sou apenas o cantor

Mas se depois de cantar
Você ainda quiser me atirar
Mate-me logo, à tarde, às três
Que à noite eu tenho um compromisso e não posso faltar
Por causa de vocês

Mas se depois de cantar
Você ainda quiser me atirar
Mate-me logo, à tarde, às três
Que à noite eu tenho um compromisso e não posso faltar
Por causa de vocês

Eu sou apenas um rapaz latino-americano
Sem dinheiro no banco
Sem parentes importantes
E vindo do interior

Mas sei que nada é divino
Nada, nada é maravilhoso
Nada, nada é secreto
Nada, nada é misterioso, não

Na na na na na na na na
Na na na na

I Am Just a Latin-American Boy

I am just
A Latin-American boy
With no money in the bank
With no important parents
And coming from the countryside

But I have in my head
A radio song
In which an old
Bahiano composer
Used to say
Everything is divine
Everything is wonderful

But I have in my head
A radio song
In which an old
Bahiano composer
Used to say
Everything is divine
Everything is wonderful

I have heard many discs
I have talked with people
I have walked my way
Chat, sound, inside the night
And I don't have any friend
Who still believe in this
Everything changes
Naturally

I am just
A Latin-American boy
With no money in the bank
With no important parents
And coming from the countryside

But I know
Everything is forbidden
By the way, I would like to say
Everything is allowed
Even kiss you
In the cinema with the light off
Where nobody can see us

But I know
Everything is forbidden
By the way, I would like to say
Everything is allowed
Even kiss you
In the cinema with the light off
Where nobody can see us

Do not ask me to do
A song as should be
Honest, white, smooth
Very clean, very light
Sounds, words are knives
And I can not sing as I should
Without Hurting anybody

But don't worry my friend
With the horror that I tell you
This is only a song
Life is really different
I mean
Live is much worst

I am just
A Latin-American boy
With no money in the bank
Please
Don't take the gun out in the saloon
I am just a singer

But if when I am not singing anymore
You still want to shoot me
Kill me right away!
At evening, At three
Because at night
I have an appointment
And I can not miss it
Because of you

But if when I am not singing anymore
You still want to shoot me
Kill me right away!
At evening, At three
Because at night
I have an appointment
And I can not miss it
Because of you

I am just
A Latin-American boy
With no money in the bank
With no important parents
And coming from the countryside
But I know nothing is divine
Nothing, nothing is wonderful
Nothing, nothing is secret
Nothing, nothing is mysterious, no

Na na na na na na na na

Written by: Belchior
Translated by Luan. Subtitled by júlia and Marcos.