Firmamento

Cidade Negra

O que é que eu vou fazer agora
Se o teu sol não brilhar por mim
Num céu de estrelas multicoloridas
Existe uma que eu não colori

O que é que eu vou fazer agora
Se o teu sol não brilhar por mim
Num céu de estrelas multicoloridas
Existe uma que eu não colori

Forte, sorte na vida, filhos feitos de amor
Todo verbo que é forte
Se conjuga no tempo
Perto, longe o que for

Você não sai da minha cabeça
E minha mente voa
Você não sai, não sai, não sai, não sai

Você não sai da minha cabeça
E minha mente voa
Você não sai, não sai, não sai, não sai

Entre o céu e o firmamento
Não há ressentimento
Cada um ocupando o seu lugar
Não sai não, não sai, não sai, não sai, não sai

O que é que eu vou fazer agora
Se o teu sol não brilhar por mim
Num céu de estrelas multicoloridas
Existe uma que eu não colori

O que é que eu vou fazer agora
Se o teu sol não brilhar por mim
Num céu de estrelas multicoloridas
Existe uma que eu não colori

Forte, sorte na vida, filhos feitos de amor
Todo verbo que é forte
Se conjuga no tempo
Perto, longe o que for

Você não sai da minha cabeça
E minha mente voa
Você não sai, não sai, não sai, não sai

Você não sai da minha cabeça
E minha mente voa
Você não sai, não sai, não sai, não sai

Entre o céu e o firmamento
Existe mais coisas do que julga
O nosso próprio pensar
Que vagam como vento
E aquele sentimento de amor eterno

Entre o céu e o firmamento
Existem mais coisas do que julga
O nosso próprio entendimento
Que vagam pelo tempo
Com aquele juramento de amor eterno

Written by: Da Gama / Henry Lawes / Toni Garrido
Subtitled by Barbara and Davi. Revised by 6 people.
Did you see an error? Send us your revision.



More songs by Cidade Negra

View all songs by Cidade Negra