A Saudade Mata a Gente

Dick Farney

Fiz meu rancho na beira do rio
Meu amor foi comigo morar
E na rede, nas noites de frio
Meu bem me abraçava pra me agasalhar

Mas agora, meu Deus, vou-me embora
Vou-me embora e não sei se vou voltar
A saudade nas noites de frio
Em meu peito vazio
virá se aninhar

A saudade é dor pungente, morena
A saudade mata a gente, morena

Written by: Antonio Almeida / Braguinha
Sent by mayara. Revised by 2 people.
Did you see an error? Send us your revision.