Sogra (part. Henrique e Juliano)

Dilsinho

Amor, me ajuda, que eu sou voado
Cadê minha blusa?
Até agora eu não achei o meu sapato
Sei que tá cedo, volto outra hora
Toc-toc, sua mãe na porta
Não era pra ela acordar agora

E pra piorar minha situação
Eu vivo esquecendo o nome dela, ai, ai
Sorte que ela também anda esquecida
E, pra ajudar, tive uma ideia

O nome da sua mãe é difícil demais

Eu vou chamar ela de sogra, ai, ai, ai
Assim eu lembro toda hora, ai, ai, ai
Pra ela também vai ser bom, que vive esquecendo
Quando eu chamar ela de sogra
Ela responde: Oi, genro

Eu vou chamar ela de sogra, ai, ai, ai
Assim eu lembro toda hora, ai, ai, ai
Pra ela também vai ser bom, que vive esquecendo
Quando eu chamar ela de sogra
Ela responde: Oi, genro

Amor, me ajuda, que eu sou voado
Cadê minha blusa?
Até agora eu não achei o meu sapato
Sei que tá cedo, volto outra hora
Toc-toc, sua mãe na porta
Não era pra ela acordar agora

E pra piorar minha situação
Eu vivo esquecendo o nome dela, ai, ai
Sorte que ela também anda esquecida
E, pra ajudar, tive uma ideia

O nome da sua mãe é difícil demais

Eu vou chamar ela de sogra, ai, ai, ai
Assim eu lembro toda hora, ai, ai, ai
Pra ela também vai ser bom, que vive esquecendo
Quando eu chamar ela de sogra
Ela responde: Oi, genro

Eu vou chamar ela de sogra, ai, ai, ai
Assim eu lembro toda hora, ai, ai, ai
Pra ela também vai ser bom, que vive esquecendo
Quando eu chamar ela de sogra
Ela responde: Oi, genro

Pra ela também vai ser bom, que vive esquecendo
Quando eu chama ela de sogra
Ela responde: Oi, genro

Written by: Pedro Mendes
Sent by Júlia. Subtitled by Júlia.
Did you see an error? Send us your revision.