A Costureira

Dominguinhos

Tarde, toda tarde vai fiando,
A costureira no silêncio a costurar
Noite no bordado, vem chegando em retalho,
E põe suas estrelas no lugar

Quanto mais a agulha vai brincando
A costureira vai trançando amor no ar
Leva esse vestido, que foi prometido,
Pra quem de manhã vier buscar

Moça, toda moça tá se vendo
Nessa elegância no cabide a balançar
Diga quanto custa, na cintura bem se ajusta,
Que é pro meu rapaz se admirar

Preço? Todo preço vai custando
Não há dinheiro que me tire do lugar
Diga, minha senhora, se por ess mundo afora
Há mulher que possa lhe pagar?

Tarde, toda tarde vai fiando
A costureira no silêncio a costurar
Aquele vestido, pra ninguém será vendido
Ficará pra sempre a lhe esperar...

Written by: Dominguinhos / Maduka
Sent by Aline. Revised by J..
Did you see an error? Send us your revision.