Benzinho

Emilinha Borba

Benzinho os teus olhos verdes me atraiçoaram
Na cruz suave dos teus braços foi que eu me perdi
Nasceu uma paixão enorme dentro do meu peito
E eu alucinadamente soluço por ti

Tu és a imagem pura do amor que eu quis
Amor é arma que maltrata e deixa cicatriz
Ardentemente beijo teu retrato que restou
Pois o meu coração é terra que ninguém pisou

Faz um ano e eu não esqueci
E rancor eu não guardo de ti
Foste a minha grande ilusão amor

Esperança ainda não perdi
De um dia pertencer a ti
És o amor que sempre desejei moreno

Written by: Fernando Costa / Rossini Pinto
Sent by maria. Revised by Edison.
Did you see an error? Send us your revision.



More songs by Emilinha Borba

View all songs by Emilinha Borba