Realidade

Fundo de Quintal

Quando a idade chegar
Não deixe transparecer rancor
Se a pele enrugar
Sorria são rugas de amor

E a natureza lhe dará certeza que o tempo passou
Apesar dos pesares brotou
Sementes que você plantou
Outra vida virá, novas ilusões no coração
Vão lhe proporcionar
Pra não sofrer nem chorar

Tudo que fostes
Terás a eterna lembrança
Desde os tempos de criança
Que não voltarão jamais

A vida é assim, tudo tem fim
Tens que se conformar, não lamentar
Abrir teu coração
Ver no jardim a flor, que ontem foi botão
E hoje ja, murchou
É belo seu orgulhar, no espelho refletir
O brilho de um olhar um rumo a seguir

Buscando a Santa paz
Nas graças do Senhor
Apagar de uma vez a dor
Quando a idade chegar

Written by: Sereno / Mauro Diniz
Sent by Walter. Revised by 6 people.
Did you see an error? Send us your revision.