Rio Sem Água

Fundo de Quintal

Eu, sem você, sou um rio sem água
Sou horizonte curvado num fundo de nada
Sou arco-iris pintado em preto e branco
O colorido de um mar onde a luz do sol
Não consegue mais brilhar
Eu sei que as flores não são venenosas
Mas a roseira nem sempre dá flor cor de rosa
Até a estrela cadente zombou de mim
Quando eu pedi pra ganhar o seu coração
E você não deu
Nada e até fingiu que não me ouviu
Nada só fez você mais orgulhosa
Rosa faça feliz meu amanhã
Que o amanhã, pra mim, começa agora
Seja parte da minha vida
Meu desejo minha sina
Pra que o encanto desse amor seja forte
E no calor dessa ternura você vai lembrar enfim
Que a natureza fez você pra mim

Written by: Mário Sérgio / Robson Guimarães
Sent by Walter. Revised by Vinicius.
Did you see an error? Send us your revision.