A Cura Tá No Coração (part. Cynthia Luz)

Gabriel O Pensador

Todos dormem, cada um sonhando em sua cela
Tô fugindo da loucura, olhando pra janela
Não dormi, a pandemia já deixou sequela
Poesia me procura e eu nunca fujo dela
Isolado, mas nem tanto, tô conectado
Mas me sinto abandonado como um náufrago na ilha deserta
Com saudade do calor de um abraço apertado
Meu pulmão tá funcionando, mas meu peito aperta
Quando eu penso nesse vírus e em vários assuntos
No passado mais recente e em tudo que passamos juntos
Pensando bem, juntos não, mais ou menos
Mais pra menos que mais, juntos jamais estivemos
Cada um com seus problemas, resolvendo pelo ódio
Cada um por si, e vale tudo pra chegar no pódio
Cada um na sua bolha, todo o resto é inimigo
Cada um fazendo escolhas, olhando pro próprio umbigo
O mendigo ali dormindo tá com um sorriso na cara
Será que ele tá sonhando rindo da cara dos caras que passam fechando a cara?
Que felicidade rara!
Será que ele sempre dorme assim e a gente não repara?
Tem gente que se mascara com um sorriso de mentira
E só quando tira a máscara a gente vê que é traíra
Tipo Judas com Jesus, essa história é antigona
Aconteceu 2020 anos antes do Corona!

A cura tá no coração
Só procure mais amar do que ser amado
Onde houver discórdia, leve a união
Tamo junto e nosso amor nunca vai ser parado

A cura tá no coração
Só procure mais amar do que ser amado
Onde houver discórdia, leve a união
Tamo junto e nosso amor nunca vai ser parado

Janelas sem grade, sem ansiedade, viver de verdade, não dá pra fingir
Churrasco na esquina, Capela Sistina, Muralha da China, lugares pra ir
A vista é tão bela, parece uma tela mais psicodélica que as do Dali
Derreto os relógios que o tempo é fumaça
E a tempestade passa pro Sol ressurgir

Sem pressa, a história recomeça com o morador de rua sem ninguém na praça
Quando chega uma gari que varre o lixo e dá o papo sobre um bicho
Que se pega até no ar, pela boca e pelo nariz
Trazendo o medo e a desgraça deixando o mundo infeliz
Ele abaixa e pega um pedaço de pão no lixo e diz
Princesa, a falta de ar pra alguns pode ser útil
Pra valorizar o que é simples em vez do que é fútil
E nessa noite eu tive um sonho e agora tenho certeza
A natureza tá fazendo uma limpeza como você faz
Levando muita gente boa pra outra dimensão
Pra ver se os que vão ficar nessa aprendem um pouco mais
Pra ver se a gente agora escuta a voz que berra
Na floresta, na geleira e em todos os cantos da Terra
E enxerga que é capaz até de interromper a guerra
Pra buscar uma solução em paz quando a engrenagem emperra
Quem erra empurra os outros pro buraco
E todos estão no mesmo barco mas não é Arca de Noé
Só o ser humano afunda com seu ego e até o ouro perde o brilho
Quando um pai chegando em casa não pode abraçar um filho
É, o vírus nos roubou os abraços
Pra gente se lembrar da importância desses laços
Amizade, gentileza, perdão e misericórdia
E pode ser que a gente leve união onde houver discórdia
Luz onde houver trevas, esperança onde houver desespero
Que a gente entenda que a riqueza não é o dinheiro
E que os guerreiros de todos os serviços são essenciais
E que lembremos disso nos dias normais!

A cura tá no coração
Só procure mais amar do que ser amado
Onde houver discórdia, leve a união
Tamo junto e nosso amor nunca vai ser parado

A cura tá no coração
Só procure mais amar do que ser amado
Onde houver discórdia, leve a união
Tamo junto e nosso amor nunca vai ser parado

Janelas sem grade, sem ansiedade, viver de verdade, não dá pra fingir
Churrasco na esquina, Capela Sistina, Muralha da China, lugares pra ir
A vista é tão bela, parece uma tela mais psicodélica que as do Dali
Derreto os relógios que o tempo é fumaça
E a tempestade passa pro Sol ressurgir

Written by: Gabriel o Pensador
Sent by Júlia.
Did you see an error? Send us your revision.