Dedicatória

Manuel Freire

Se poeta sou
Sei a quem o devo
Sei a quem o devo
Ao povo a quem dou
Os versos que escrevo

Da sua vida rude
Colhi a poesia
Tentei quanto pude
Dar-lhe a melodia

É essa harmonia
Entre a forma e fundo
Que eu desejaria
Ver florir o mundo

Written by: Manuel Freire
Sent by Gner. Revised by ruth.
Did you see an error? Send us your revision.