Mora Na Filosofia

Marlene

Eu vou lhe dar a decisão
Botei na balança, você não pesou
Botei na peneira, você não passou
Mora na filosofia
Pra que rimar amor e dor

Se seu corpo ficasse marcado
Por lábios ou mão carinhosas
Eu saberia, a quantos você pertencia
Não vou me preocupar em ver
Seu caso não é de ver pra crer
Tá na cara