Valsinha

Martinho da Vila

Um dia ele chegou tão diferente
Do seu jeito de sempre chegar
Olhou-a de um jeito muito mais quente
Do que sempre costumava olhar
E não mal disse a vida tanto
Como era o seu jeito sempre falar
E nem deixou-a só num canto
E pra seu grande espanto
Convidou-a pra rodar
Aí, ela se fez bonita
Como há muito tempo
Não ousava usar
O seu vestido decotado
Cheirando a guardado, de tanto esperar
Então os dois deram-se os braços
Como há muito tempo, não usavam dar
E cheios de ternura e graça
Foram para a praça, começaram a se abraçar
Aí, dançaram tanta dança
Que a vizinhança toda despertou
E foi tanta felicidade
Que toda cidade se iluminou
E foram tantos beijos loucos
Tantos gritos roucos
Como não se ouviam mais
E o mundo compreendeu
E o dia amanheceu
Em paz

Written by: Chico Buarque / Vinícius de Moraes
Sent by fabiano. Revised by elisandro.
Did you see an error? Send us your revision.


More songs by Martinho da Vila

View all songs by Martinho da Vila