Obrigado, Mãe (Pt. 2) (part. Dfideliz)

MC Hariel

[MC Hariel]
Só se fosse o LT com o Murillo
Pra proporcionar um beat pra esse momento bonito
Dfideliz
Haridade
Obrigado, Mãe (Parte Dois)
A todos maloqueiro que tá presente no baile

Ô mãe, te acho linda de turbante
Me desculpa se eu virei cantor de funk
É nós na porra do bagulho
Mas eu tenho muito orgulho do barulho

Ô mãe, te acho linda de turbante
Me desculpa se eu virei cantor de funk
É nós na porra do bagulho
Só que hoje eu tenho muito orgulho do barulho

É tipo chover no molhado еu aqui me declarando
Falando pra tu em lеtra o que eu te digo todo dia
Mas admiro muito o que cê fez por mim
O que fizeram com você eu sei que foi uma covardia
Mas eu tô ciente que quem bate sempre esquece
Quem apanha sempre lembra, mas não tem problema, não
Que eu tô contigo, às vezes nós se desentende
Mas é só a vida quem dita a nossa separação
Me sinto forte quando você me abraça
Canto um ponto forte para a minha proteção
Você com seu poder de premonição
Me avisando os perigo desse louco mundão
E como Chico Xavier, a sua paz me faz pensar
Como uma mulher o mundo todo pôde enfrentar
Que nem uma gladiadora
Na guerra em solo inimigo e a sua arma era a vassoura

Mas agora eu solto a voz
E você nunca mais vai limpar vaso de playboy
O Raoni e o Harine cada vez mais perto de nós
A vida só tende a crescer
Ouvi a Charles do Futuro até o Fontalis, Caparroz

Aqui eu quero deixar aquele beijo pra Rosana
Mulher guerreira da Zona Norte
E que Oxóssi nos proteja sempre
E aê, Fideliz?

[Dfideliz]
Cê quer ver ela puta? É só cê falar do meu pai
Pelo menos ficava, hoje em dia eu nem sei mais
Minha mãe é das mulher que é independente pra caralho
Tipo a frase: Eu me sustento, nunca precisei de macho
Eu lembro que ela me levava pra trampar com ela
Falava: Olha, filho, o tamanho do casão
Eu, mó pequenininho, olhava bem na cara dela
E falava: Eu tô vendo, é igual seu coração

Ô mãe, quanta história cê carrega nessas perna
Fala quantos banheiro essa sua mão lavou
Cê pode chorar sim, que esse terreno é seu
Fica à vontade, vai construir o casão que cê limpou
Mas hoje é diferente, cê tá mais sorridente
Eu amo essa risada que agora não tem mais dente
O quanto eu te amo eu nem sei o tamanho
Mas te juro que isso aqui vai ser bem mais que eternamente

Ô mãe, olha que fita, eu tô num som com o Hariel
Lembra que eu te falei que isso aqui ia virar?
Claro que te entendia, eu, sim, te buscaria
Independente da família sim ou não acreditar
Mas fala mais um pouco, que eu amo sua história
Na real, me pergunto como aguentou isso tudo
Felipe, cê nunca teve que entender uma mulher
Só saiba que sem ela cê não vai durar muito no mundo

Foi lá que eu percebi que ter um pai é uma questão
Era só assumir e, quando der, manda a pensão
Brigado pela vida, eu juro que eu queria
Se um dia cê partisse, só te dar meu coração

Aí, Hari, não esquece de mandar um beijo pra sua mãe não, hein, mano?
Mas aí, Tia Karen, se ele esquecer, eu já vou mandar aqui, tá? Um beijo, meu amor
Fica com Deus, tá? Que Ogum proteja seu filho, sua família, sua casa
Certo? Que o Papai Oxóssi também proteja sua filha
Que nós é o memo santo, né?
Tá ligado

Manda eu aparecer aí pra nós fazer um churrasco bala
Fumar aquele que cê tá ligada, e é isso
Tamo junto, Tia Karen, beijo

Written by: Dfideliz / MC Hariel
Sent by Kaynan. Subtitled by Rebeca. Revised by David.
Did you see an error? Send us your revision.