LETRAS.COM - Letras de canciones

Cilada

Molejo

Quase morri do coração
Quando ela me convidou
Pra conhecer o seu ap
Me amarrei, demorou

Ela me usou o tempo inteiro
Com seu jeitinho sedutor
Eu fiz serviço de pedreiro
De bombeiro, encanador

Inocente, apaixonado
Eu tava crente, crente
Que ia viver uma história de amor

Que cilada, desilusão
Ela me machucou
Ela abusou do meu coração

Não era amor, oh, oh
Não era
Não era amor, era
Cilada

Não era amor, oh, oh
Não era
Não era amor, era
Cilada, cilada, cilada, cilada
Cilada, cilada, cilada, cilada

Quase morrendo de cansaço
Pálido e me sentindo mal
Me trouxe um whisky bem gelado
Me fez um brinde sensual
Aquele clima envolvente
Acelerou meu coração
Chegou um gigante de repente
Grintando: Sujou, te peguei, Ricardão

Inocente, apaixonado
Eu tava crente, crente
Que ia viver uma história de amor

Que cilada, desilusão
Ela me machucou
Ela abusou do meu coração

Não era amor, oh, oh
Não era
Não era amor, era
Cilada

Não era amor, oh, oh
Não era
Não era amor, era
Cilada, cilada, cilada, cilada
Cilada, cilada, cilada, cilada

Quase morri do coração
Quando ela me convidou
Pra conhecer o seu ap
Me amarrei, demorou

Ela me usou o tempo inteiro
Com seu jeitinho sedutor
Eu fiz serviço de pedreiro
De bombeiro, encanador

Inocente, apaixonado
Eu tava crente, crente
Que ia viver uma história de amor

Que cilada, desilusão
Ela me machucou
Ela abusou do meu coração

Não era amor, oh, oh
Não era
Não era amor, era
Cilada

Não era amor, oh, oh
Não era
Não era amor, era
Cilada, cilada, cilada, cilada
Cilada, cilada, cilada, cilada

Cilada, cilada, cilada, cilada
Cilada, cilada, cilada, cilada
Cilada, cilada, cilada, cilada
Cilada, cilada, cilada, cilada

Written by: Delcio Luiz / Ronaldo Barcellos Isn't this right? Let us know.
Subtitled by Barbara and Rogelho. Revised by 3 people.
Did you see an error? Send us your revision.


More songs by Molejo

View all songs by Molejo