Sexto Sentido

Munhoz e Mariano

A lua é a testemunha de que toda noite eu penso em você
O mundo gira ao contrário
Tô preso num passado que me leva a crer
Que você é meu distúrbio, minha obsessão
Meu subconsciente, alucinação
Os meus cinco sentidos estão presos em suas mãos
De tanto te amar, enfrento o infinito
Desperto até o meu sexto sentido

E toda noite eu vejo você em minha frente
Eu sei que é alucinação, coisa da minha mente
De tanto te querer, de tanto te amar
Até o meu sexto sentido eu posso despertar

E toda noite eu vejo você em minha frente
Eu sei que é alucinação, coisa da minha mente
De tanto te querer, de tanto te amar
Até o meu sexto sentido eu posso despertar

A lua é a testemunha de que toda noite eu penso em você
O mundo gira ao contrário
Tô preso num passado que me leva a crer
Que você é meu distúrbio, minha obsessão
Meu subconsciente, alucinação
Os meus cinco sentidos estão presos em suas mãos
De tanto te amar, enfrento o infinito
Desperto até o meu sexto sentido

E toda noite eu vejo você em minha frente
Eu sei que é alucinação, coisa da minha mente
De tanto te querer, de tanto te amar
Até o meu sexto sentido eu posso despertar

E toda noite eu vejo você em minha frente
Eu sei que é alucinação, coisa da minha mente
De tanto te querer, de tanto te amar
Até o meu sexto sentido eu posso despertar

E toda noite eu vejo você em minha frente
Eu sei que é alucinação, coisa da minha mente
De tanto te querer, de tanto te amar
Até o meu sexto sentido eu posso despertar

Written by: Bárbara Ellen
Sent by André. Subtitled by Renata. Revised by Talita.
Did you see an error? Send us your revision.