Absoluta

Netinho de Paula

Não seja deselegante
Tentando dar flagrante no meu coração
Você é absoluta
E na minha conduta quem manda é a paixão

Um homem comprometido com o amor
Não tem tempo nem pra vadiar
Pode ficar descansada
Que o anel do meu dedo
Ninguém vai tirar

Pra quê fazer alvoroço
Revistando o meu corpo só pra ver se tem
Marcas de amor no pescoço
Escondido no bolso um bilhete de alguém

Se toda vez que eu te vejo
Meu corpo se agita, logo dá sinal
Se toda vez que eu te beijo
Desperta o desejo animal

Não faz assim que o ciúme é traiçoeiro
E faz o amor maneiro se acabar
Não faz assim
Que o teu chamego
Tem o cheiro e o tempero pro meu paladar

É tão ruim
Ver o ciúme dormir no seu travesseiro
Pra te perturbar
Eu estou de corpo inteiro pra te amar

Written by: Tomtom
Sent by Natalia. Subtitled by Lilian. Revised by 2 people.
Did you see an error? Send us your revision.


More songs by Netinho de Paula

View all songs by Netinho de Paula