A Cera

O Surto

Eu tava ali
Ela também, ela também estava ali
Tava parada e olhando para mim
A conversar com um chegado bem do meu lado
Me encorajando a chegar junto dela
Fala pra ela sobre a minha intenção
Antes que esqueça pois pirei meu cabeção
Eu vou me levantar
Vou lá onde ela está
Fala pra ela

Um rosto lindo e um sorriso encantador
E um jeitinho de falar que me pirou, que me pirou o cabeção
Um rosto lindo e um sorriso encantador
E um jeitinho de falar que me pirou, que me pirou o cabeção
Que me pirou

Que ela era show
E o piercing dela refletia a luz do Sol
Os olhos dela me indicavam a direção
Cabelo ao vento
Meus olhos sempre atentos aos seus movimentos
Que piração

Acho que é hora de uma aproximação
De um diálogo sobre esta condição
Dessa história de pirar meu cabeção
Meu cabeção

Um rosto lindo e um sorriso encantador
E um jeitinho de falar que me pirou, que me pirou o cabeção
Um rosto lindo e um sorriso encantador
E um jeitinho de falar que me pirou, que me pirou o cabeção
Que me pirou

O piercing dela refletia a luz do Sol
Os olhos dela me indicavam a direção
Cabelo ao vento
Meus olhos sempre atentos aos seus movimentos
Que piração

Acho que é hora de uma aproximação
De um diálogo sobre essa condição
Dessa história de pirar meu cabeção

Um rosto lindo e um sorriso encantador
E um jeitinho de falar que me pirou, que me pirou o cabeção
Um rosto lindo e um sorriso encantador
E um jeitinho de falar que me pirou, que me pirou o cabeção
Que me pirou

Written by: Franklin Roosevelt / Jucian Carlos / Reges Bolo / Zé Wincley
Subtitled by Jean. Revised by 7 people.
Did you see an error? Send us your revision.



More songs by O Surto

View all songs by O Surto