Falso Moralista

Paulinho da Viola

Você condena o que a moçada anda fazendo
E não aceita o teatro de revista
Arte moderna pra você não vale nada
E até vedete você diz não ser artista

Você se julga muito bom e até perfeito
Por qualquer coisa deita logo falação
Mas eu conheço bem o seus defeitos
E não vou fazer segredo não

Você é visto toda sexta no Joá
E não é só no carnaval que vai pros bailes se acabar
Fim de semana você deixa a companheira
E no bar com os amigos bebe bem a noite inteira

Segunda-feira chega na repartição
Pede dispensa para ir ao oculista
E vai curar sua ressaca simplesmente, meu amigo
Você não passa de um falso moralista

Written by: Nelson Sargento
Sent by Wanderley. Revised by O.
Did you see an error? Send us your revision.