Pequena Morte

Pitty

Gosto o jeito que você se despe dos costumes
O jeito que assume que o negócio é se arriscar
Eu tinha prometido não ceder à compulsão
Mas é uma agressão dizer pra um bicho não caçar

O bom é que depois, o final
É a pequena morte lenta de nós dois
De nós dois

E do nada sua mão ocupa minha cintura
Fica uma quentura demarcando o lugar
O seu olho jura, eu já saquei que essa noite
De um jeito ou de outro a gente vai se entrelaçar

O bom é que depois, o final
É a pequena morte lenta de nós dois

Desagradável não te ver por aí
Insuportável não te ter por aqui
Ainda outro dia eu tentei com alguém
E o que eu queria era colar em você, meu bem

De repente a gente nessa dança muito doida
Rolando, suando, nunca para de pulsar
Lá se vão as horas, ninguém conta mais o tempo
O arrebatamento não demora a chegar

O bom é que depois, o final
É a pequena morte lenta de nós dois

Desagradável não te ver por aí
Insuportável não te ter por aqui
Ainda outro dia eu tentei com alguém
E o que eu queria era colar em você

Pular em você
Subir em você
Meu bem!

Written by: Martin / Pitty
Sent by PC. Subtitled by Anne. Revised by 4 people.
Did you see an error? Send us your revision.


More songs by Pitty

View all songs by Pitty