LETRAS.COM - Letras de canciones

Pra Não Dizer Que Não Falei do Ódio

Projota

Pra Não Dizer Que Não Falei do Ódio

Pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo que isso daí não me faz bem
Então eu excluí do que minha alma contém
Ainda sinto nojo, sinto pena e raiva de alguém
Mas sei que meu jeito, meu mal, meu defeito
Fazem com que alguém sinta isso por mim também

Cresci sem mãe, ninguém pode ocupar o lugar
Fechei meu peito e passei sete anos sem chorar
Quando eu chorei, foi pra minha alma se lavar
Então me tranquei, me calei, me entreguei
E chorei por sete horas sem parar
Hoje o que eu quero é só sorrir
Meu coração blindado limita as palavras que podem atingir
Então fala aí babaca, ataca quem luta por ti
Minha alma pulveriza a faca de quem tenta me ferir

E se?, diz Rashid, eu digo: E só
Nós sabemos o que o nosso coração diz que é melhor
Cada um escuta a voz de Deus de um jeito
Então se tu quer me mudar pra que eu faça direito
Então faça você, já que tu és tão perfeito
Vejo que falta disciplina, é
Pode deixar que os mal criado a vida ensina
Coleciono parceiros na caminhada
Inimigos não coleciono, não me relaciono, não me emociono
Por eles não sinto nada

Digo obrigado ao meu senhor
Por ser quem sou
Por conhecer quem conheci
Por ter amado quem me amou
Por ter vivido o que vivi
E sim, obrigado, senhor
Por ter mais gente por mim, do que contra mim

Ninguém pagou minhas contas
Ninguém enxugou minhas lágrimas
Ninguém viveu minha vida
Ninguém escreveu minhas páginas
Deus nos deu boca sim, pra comer, pra falar
Mas ele não deu só a boca, a bosta sai de outro lugar
Meu sentimento cresce, cria asas, quer voar
Daí escrevo rap solto pra alguém escutar
Agrada alguns, naturalmente outros vão detestar
Mas eu faço por mim, errado é se eu mudar pra te agradar

E pra não dizer que eu não falei do ódio
Digo: Pra que falar?
Falar sobre o demônio
É igual um convite pra ele entrar
Já vi espíritos por mais que ninguém acredite
E o meu palpite
É que entre os vivos existe muito mais maldade
Por isso eu preciso que evite

Politicagem demais
Promessas de um mundo melhor
Mal ensina escrever, dizer que o bastante
Saber tabuada de cor
Limitar o menor
Sem chances pro menino virar doutor
Mas foi o bastante pra ele ir pra rua
Na febre do rato de fato tocando terror
Morre um irmão com tiros na rua de trás
Me faz pensar mais nisso, e esquecer das coisas banais
Mundo louco que leva meus manos
Vão sumindo ao longo dos anos
De onde viemos, pra onde vamos
Todos pecamos, por que nos julgamos?
Então

Só quero mesmo um bom rolê com os meus parceiros
Pra ver que na vida da gente
A gente precisa buscar bem mais que dinheiro
Talvez um dia a gente aprenda a dar mais valor
Pro que nos traz paz
E menos valor pro que traz renda
Vai lá pra sua fazenda
Com as suas cabeças de gado
Na sua Mercedes prata
Com a sua modelo do lado
Pula na piscina com a sua mina, meu chegado
Agora acorda tá na hora de descer do seu busão lotado
Meninos virgens de sofrimento na vida vão peidar
Quando o bicho pegar e te apertar

Folhas caíram, tempos passaram
Muitos mentiram, muitos erraram
Mais muitos correram atrás do preju
Dedicaram, então deram a volta por cima e acertaram
Mais obras serão construídas, aprendi com o meu pai que é pedreiro
E eu brincava com a pá, com colher de cimento
No barro assistindo o guerreiro
Carregava tijolo só por diversão
Ou pra ver o olhar de orgulho daquele negão vindo do Piauí
Construindo aqui muito mais do que entulho

Força e coragem pra minha família de sangue e de rua
Da luz da lâmpada e também da luz da lua
Pra quem se identifica, mostra pros amigos
E pode dizer que essa é sua, falô?
Já tive ódio demais, hoje eu só busco o amor

Muita paz, muito amor! Fui!

Not To Say I Didn't Talk About Hate

Not to say I didn't talk about hate
I say this is not good for me
So I excluded what my soul contains
I still disgust, feel pity and anger at someone
But I know that my way, my evil, my defect
Make someone feel it for me too

I grew up without a mother, nobody can take the place
I closed my chest and spent seven years without crying
When I cried, it was for my soul to wash
So I locked myself, shut up, surrendered
And I cried for seven hours straight
Today I just want to smile
My armored heart limits the words that can reach
So tell me asshole, attack who fights for you
My soul sprays the knife of anyone who tries to hurt me

What if?, says Rashid, I say: And only
We know what our heart says is better
Everyone hears God's voice in a way
So if you want to change me so I can do it right
Do you, since you're so perfect
I see that discipline is lacking, yesh
Can let the naughty life teaches
I collect partners on the walk
Enemies I don't collect, I don't relate, I don't get emotional
I feel nothing for them

I say thank you to lord
For being who I am
For meeting who I met
For loving those who loved me
For living what I lived
And yes, thank you, lord
For having more people by my side than against me

No one paid my bills
No one wiped my tears
No one lived my life
No one wrote my pages
God gave us mouth yes, to eat, to talk
But he didn't give just the mouth, the shit comes out of another place
My feeling grows, creates wings, wants to fly
Then I write rap for someone to listen
It pleases some, naturally others will loathe
But I do it for myself, wrong is if I change to please you

Not to say I didn't talk about hate
I say: Why talk?
Talk about the devil
It's like an invitation for him to come in
I've seen spirits even though no one believes me
And my guess
It is that among the living there is much more evil
That's why I need you to avoid

Too much politics
Promises of a better world
Barely teaches writing, saying it's enough
Knowing multiplication table
Limits the young
No way for the boy to become a doctor
But it was enough for him to go to the street
In rat fever indeed causing trouble
A brother dies in a shooting in the backstreet
It makes me think more about it, and forget about the trivial things
Crazy world that takes my homies
They fade over the years
Where did we come from, where are we going
We all sin, why do we judge ourselves
Then?

I just really want to have a good time with my friends
To see that in our lives
We need to look for more than money
Maybe one day we will learn to value more
For what brings us peace
And less value for income
Go to your farm
With their cattle heads
In your silver Mercedes
With your model on the side
Jump in the pool with your girl, my friend
Now wake up it's time to get off your crowded bus
Boys virgin of suffering in life will fart
When things get rough

Leaves fell, times passed
Many lied, many made mistakes
Many more ran after the prejudice
Dedicated, then went over and hit
More building will be built, I learned from my father who is a bricklayer
And I played with the shovel, with cement spoon
In the clay watching the warrior
I carried brick just for fun
Or to see the look of pride of that black man coming from Piauí
Building here much more than rubble

Strength and courage for my blood and street family
From the light of the lamp and also from the moonlight
For those who identify, show to friends
And can you say this is yours, okay?
I've had too much hate, today I just seek love

So much peace, so much love! Bye!

Written by: . Dj Caique / Projota Isn't this right? Let us know.
Sent by Hemphill and translated by ana. Subtitled by Karol and more 2 people. Revised by 13 people.
Did you see an error? Send us your revision.