Baianeiro

Só Pra Contrariar

Falar uai vai ser a minha sina
Eu amo Minas, sempre amarei
Mas hoje pros lados de Amaralina
Vi meu lado baiano, eu pirei

Trazia docim, queijim de Minas
Pra comer depois do acarajé
E vi Gilberto Gil, filhos de Gadhi
Então eu renovei a minha fé

Pirado atrás da Banda Feminina da Didá
Aos olhos do Neguinho do Samba
Realizando antigo sonho meu
E toda menina baiana que eu via
Tinha encanto eu já sabia
Tinha o swing que Deus deu

Onde é que eu tô, onde é que eu tô
Onde é que eu tô
Em Salvador, em Salvador, em Salvador
Bendito seja Osmar, bendito seja Dodô
É na garupa desse trio que eu vou

Na rua pros lados do Pelourinho
jogo de capoeira levantou o meu astral
Então foi que eu topei o tal Carlinhos
Carlinhos Brown

Do farol até Ondina fui melhor subindo a pé
Parecia fantasia, quanta gente, quanto axé
Lá em Rio Vermelho era festa de Iemanjá
Meu Santo Padroeiro é mineiro
Deus é brasileiro
Então viva Oxalá

Onde é que eu tô, onde é que eu tô...

Written by: Luiz da Silva
Sent by Karina.
Did you see an error? Send us your revision.



More songs by Só Pra Contrariar

View all songs by Só Pra Contrariar