A Arlequina É a Amante da Lua

Thiala Arlequina

A noite chega é só loucura
Acendo um back um prazer que sempre dura
Foda-se os julgamentos
Eu sou amante da lua

Um filme de verdades cruas
A minha vida é nas ruas
Sem documento e sem lenço
Colidindo contra o tempo

Caí e me levantei
A mocinha aqui cresceu
Tô recusando convites
Na minha vida quem manda sou eu

Guardo na alma um sentimento
Puro e sem maldade
Já dizia Cazuza em suas verdades
Senhor piedade

Vamos pedir piedade
Senhor piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor piedade
Pra essa gente careta e covarde

Nunca vai precisar de cura
A liberdade de amar sem medo ou culpa
Foda-se os julgamentos
Eu sou amante da lua

A igualdade é possuir a mesma culpa
De equilibrio e valor
Sabendo verdadeiramente quem eu sou

Caí e me levantei
A mocinha aqui cresceu
Tô recusando convites
Na minha vida quem manda sou eu

Guardo na alma um sentimento
Puro e sem maldade
Já dizia Cazuza em suas verdades
Senhor piedade

Vamos pedir piedade
Senhor piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor piedade
Pra essa gente careta e covarde

Vamos pedir piedade
Senhor piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor piedade
Pra essa gente careta, careta, careta e covarde
Senhor piedade

Written by: Shayder Alves / Shande Barão
Sent by jmljj. Subtitled by Stephanie. Revised by 2 people.
Did you see an error? Send us your revision.