La Corriente (part. Tony Dize)

Bad Bunny

Original Translation Original and translation
La Corriente (part. Tony Dize)

La melodía con la calle
Tony Dize

Baby, dame la señal
Si me sigues mirando así
Te voy a besar, te voy a besar (te voy a besar)
Si es contigo, no lo tengo que pensar (no, no)

Porque tú no eres como otras, no, tú eres diferente
Viviendo la vida loca, siempre en contra la corriente
Hace' lo que a ti te dé la gana, gana
Siempre pichea', meno' si el perreo llama, llama (ey, ey)

Quiero que tú me enseñe', que sea' mi teacher
Una bitch, una pitcher, ey
Lowkey, anda a switche
Loca que me la chi—

Ey, ey, la baby ya va pa' treinta y se ve violenta
Hace rato está mirando, me di cuenta, ya me di cuenta
Ella sabe má' que tú, así que no sea' tonto, chico, no le mienta'
No te viva' la película, que ella es la película y de la' que no se renta

Sube ese culo y to' comentan
Una bad bitch, gyal de lo' 90
Esa carita agridulce es lo que me tienta
Una picky, una menta

Pa' mamártela y rompértela
Bajo pa' tu cancha y wachartela
Si tu amiga quiere, ve, invítala
Ve, invítala, que se va a hacer

Pero yo no quiero a otra, no, tú eres diferente
Si tú fuera' una ola, puede que me lleve la corriente
Tú hace' lo que a ti te dé la gana, gana
Siempre pichea, meno' si el perreo llama, llama (ey)

Tú eres de las que sale
Tarde en la noche
Pero sin dejarse ver (no, no)
Se dejó y no va a volver (nah, nah)

Ahora está mejor soltera
Sale sin hora de llegada
Nadie dice nada, hace lo que quiera
La calle prendía' en candela (ey, ey)

Y antes de enfangarse, prefiere a solas acostarse
Parece colombiana, le dicen la parce
No necesita un hombre pa' ti que buscarse
Ella se la vive bailando, tiene a to'a la disco mirando

Porque tú no eres como otras, no, tú eres diferente
Viviendo la vida loca, siempre en contra la corriente
Tú hace' lo que a ti te dé la gana, gana
Siempre pichea', meno' si el perreo llama, llama

Yeah-yeah, ey
Bad Bunny, baby
Be-be-be-be
Ey, ey, Tony Dize, Tony Dize
La melodía con la calle
La melodía con la calle
Bad Bunny, baby, bebé-brrum
Eh, eh

A Corrente (part. Tony Dize)

O som da rua
Tony Dize

Amor, me dá um sinal
Se continuar me olhando assim
Vou te beijar, vou te beijar (vou te beijar)
Se é com você não tenho que pensar (não, não)

Porque você não é como as outras, não, você é diferente
Vivendo a vida louca, sempre contra a corrente
Faz o que tiver vontade, vontade
Ignora tudo, menos se o batidão chama, chama

Quero que você me ensine, que seja minha professora
Uma vadia, ela se joga, ei
No sigilo, tá muito a fim
Doida pra eu fo-

Ei, ei, a gata já vai pros trinta e tá violenta, tá violenta
tá olhando já faz um tempo, eu percebi, já percebi
Ela sabe mais que você, então não seja idiota, cara, não minta
Não viva uma ilusão, ela é um filme dos que não se aluga

Posta a bunda e todos comentam
Uma vadia má, mina dos anos 90
Essa carinha agridoce é o que me tenta
Ela é difícil, agridoce tipo menta

Pra chupar e foder
Desço pra sua área pra te observar
Se a sua amiga quiser, vai, convida ela
Vai, convida ela, o que vamos fazer?

Mas eu não quero outra, não, você é diferente
Se você fosse uma onda, talvez a corrente me levasse
Faz o que tiver vontade, vontade
Ignora tudo, menos se o batidão chama, chama

Você é das que saem
Tarde a noite
Mas sem se deixar ver (não, não)
Foi embora e não vai voltar (nah, nah)

Ela tá melhor solteira
Sai sem hora pra chegar
Ninguém diz nada, faz o que quer
A rua à meia luz (ei, ei)

E antes de se entregar, prefere deitar sozinha
Parece colombiana, chamam ela de parça
Não precisa de homem
Ela vive dançando, com a balada inteira olhando

Porque você não é como as outras, não, você é diferente
Vivendo a vida louca, sempre contra a corrente
Faz o que tiver vontade, vontade
Ignora tudo, menos se o batidão chama, chama

Sim-sim, ei
Bad Bunny, bebê
Be-be-be-be
Ei, ei, Tony Dize, Tony Dize
O som da rua
O som da rua
Bad Bunny, bebê, bebê-brrum
é, é

Written by: Bad Bunny
Sent by Jesus and translated by Victória. Revised by Camila.
Did you see an error? Send us your revision.