Canção do Marinheiro (Cisne Branco)

Dalva de Oliveira

Qual cisne branco que em noite de lua
Vai deslizando num lago azul
O meu navio também flutua
Nos verdes mares, de norte a sul

Linda galera que em noite apagada
Vai navegando num mar imenso
Nos traz saudades da terra amada
Da Pátria minha em que tanto penso

Qual linda garça
Que aí vai cortando os ares
Vai navegando sob um belo céu de anil
Minha galera vai cortando os bravos os mares
Os verdes mares
Os mares verdes do Brasil

Quanta alegria nos traz a volta
À nossa Pátria do coração
De justo orgulho nossa alma envolta
Termos cumprido nossa missão

Written by: Antônio Manoel Do Espírito Santo / Benedito Xavier De Macedo
Sent by Tiago.
Did you see an error? Send us your revision.