Cabelos Varridos

Liverpool

Ah, teus cabelos varridos
Pela chuva obliqua
Me locomovem, ao eterno êxtase

E dilacera meu peito
Tuas mãos perfumadas
Escravas, rasgadas, em propaganda

Por mares de oleoduto
Campânulas flutuantes
Me servem, de céu a cada instante

E o olhar tua gente
Que de seus raios espia
Virgens, e castos ao pé da vitrola

Pela chuva obliqua
E dilacera meu peito, em propaganda
Campânulas flutuantes
E o olhar tua gente
Virgens

Ah, teus cabelos varridos
Me locomovem ao eterno êxtase
Tuas mãos perfumadas, escravas, rasgadas

Por mares de oleoduto
Campânulas flutuante
Me servem de céu a cada instante
E o olhar tua gente
Que de seus raios espia
Virgens, e castos ao pé da vitrola

Written by: Carlinhos Hartlieb / Hermes Aquino
Sent by Juliano. Revised by Lucas.
Did you see an error? Send us your revision.



More songs by Liverpool

View all songs by Liverpool