Armadilha

Agnaldo Timóteo

Deus, por favor tira de mim
Esta dor doendo assim
É meu coração implorando
Deus, peço paz por um instante
A saudade é um punhal
Que fere e faz mal
Quando o amor está distante

Deus, cai nas garras da paixão
Ela me tem em tuas mãos
Cai numa armadilha
Meu Deus, tenho que quebrar esta corrente
Que escraviza o coração da gente
Sou um náufrago perdido numa ilha

Meu Deus, é madrugada
Eu não consigo nem dormir
De olhos fechados ela vem me seduzir
E desaparece sempre quando a procuro

Deus, só o Senhor pode dar fim a este tormento
Pra que esse amor não tira do meu pensamento
Esta miragem dentro do meu quarto escuro

Written by: César Augusto
Sent by Nelson.
Did you see an error? Send us your revision.