Ogum Ogum (part. Mayra Andrade)

Criolo

Ei, ei

Mesmo que andasse no vale das sombras
Eu nada temerei
Mesmo que andasse no vale das sombras
Eu nada temerei
Mesmo que andasse no vale das sombras
Eu nada temerei
Mesmo que andasse no vale das sombras
Eu nada temerei

Se o mundo é terra de ninguém
E o mal quer te subtrair
A fé do povo brasile
Não vai te deixar cair

Se o mundo é terra de ninguém
E o mal quer te subtrair
A fé do povo brasile
Não vai te deixar cair

Somos mistura, somos doçura
Somos beleza, somos candura
Somos a festa, somos a cura
Somos a mágoa dessa estrutura

São Jorge, venha me proteger
São Jorge, me ajude a seguir
Meus passos não vão perecer
Meus olhos, enxerguem isso aqui

A fé do povo brasile
Não vai te deixar cair
A fé do povo brasile
Não vai te deixar cair

Ogum, Ogum
Ogum, Ogum
Ogum, Ogum
Ogum, Ogum, Ogum

Ei, ah, ei
Oh
Ah

Abre caminho, guia meu passo
Lidera povo, tira cansaço
Abre a mente, guerreiro valente
A lança e a espada que vai na frente
Sabedoria pra viver
Sabedoria pra sorrir
E sabedoria de aprender

Sabedoria, eu venho a ti
Intolerância religiosa
Ignorância maliciosa
Intolerância religiosa
Ignorância maliciosa

Ogum, Ogum
Ogum, Ogum
Ogum, Ogum
Ogum, Ogum

Mesmo que andasse no vale das sombras
Eu nada temerei
Mesmo que andasse no vale das sombras
Eu nada temerei

Mesmo que andasse no vale das sombras
Eu nada temerei
Mesmo que andasse no vale das sombras
Eu nada temerei

Written by: Daniel Ganjaman / Criolo / Marcelo Cabral
Sent by Carolline. Revised by Elvys.
Did you see an error? Send us your revision.