LETRAS.COM - Letras de canciones

Era Uma Vez (part. Zeca Baleiro)

Cynthia Luz

Era uma vez
Meu senhor, me deixa entrar
Pra que tanta acidez? Eu não vi você sorrir
Tá de bobeira, hein
O amor é quem constrói
O amor é quem constrói, meu bem

Eu não me lembro de nada, eu tava fora de casa
Observando quase tudo, partilhando a madrugada
Eles roubaram minha mala e senti força no peito
Pra gritar pro silêncio que a palavra tem hora
Lavei meus olhos tantas vezes com o gosto do seu beijo
Que pena que lavou

Tudo que passa, passa mesmo quando perdoar
Pra que disfarce, se você não sabe nem mentir?
O tempo passa e passa sempre sem me perguntar
Meu coração me diz que a gente não deve fingir
Meu coração me diz que a gente não deve fingir

Era uma vez
Meu senhor, me deixa entrar
Pra que tanta acidez? Eu não vi você sorrir
Tá de bobeira, hein
O amor é quem constrói
O amor é quem constrói, meu bem

Era uma vez
Meu senhor, me deixa entrar
Pra que tanta acidez? Eu não vi você sorrir
Tá de bobeira, hein
O amor é quem constrói
O amor é quem constrói, meu bem

Eu quero o Sol no meu peito, eu prezo a liberdade
Nessa cidade tudo é tão instigante
Quero a sabedoria de uma vida inteira
Em volta da fogueira com os amigos, sim
Sei levantar bandeira, lúcido o bastante
Ouvindo a tristeza elegante de Jobim

Pra que sonhar tão alto
Se o amor está aqui?
Perto das mãos, o asfalto
Cola aí

Pra que sonhar tão alto
Se o amor está aqui?
Perto das mãos, o asfalto
Cola aí

Cola aí
Cola aí

Era uma vez
Meu senhor, me deixa entrar
Era uma vez
Meu senhor, me deixa entrar

Written by: Cynthia Luz / Zeca Baleiro Isn't this right? Let us know.
Sent by Madelene. Revised by 2 people.
Did you see an error? Send us your revision.