Sonho de Valsa

Fundo de Quintal

Só quem provou
O gosto amargo de uma ingratidão
Só quem bebeu o fel da solidão
É que pode saber
O que hoje eu sei

Só quem ouviu
A voz do meu plangente violão
Solando a valsa da desilusão
É que pode entender o que eu passei

Num abismo de rosas me precipitei, pensei
Depois num chão de estrelas
Deitei e rolei
Mas então foi cruel
Provei o fel dos lábios que beijei
Hoje aquela valsa é sonho de valsa
Eu pobre pierrot dancei
Na carícia de um beijo que ficou num desejo
Eu pobre pierrot dancei

Written by: Nei Lopes / Wilson Moreira
Sent by Walter. Revised by 3 people.
Did you see an error? Send us your revision.