Sombras (Sombras Nada Más)

Agnaldo Timóteo

Sombras

Nem mesmo o drama penoso em que vivo
Fará voltar seu amor para mim
Foram mentiras suas juras de amor
Que só deixaram sombras tristes assim
Se o teu amor fosse mesmo verdade
Se tu sofresses o quanto eu sofri
Entenderias o dilema de um triste coração
Que ama e não é feliz
Sombras, nada mais, a torturarem meu ser
Sombras, nada mais que me vão enlouquecer!
Hoje estás feliz, ao lado de outro vivendo
Eu sozinho aquí, sofrendo
E aos poucos vou morrendo
Neste drama sem final!
Sombras, nada mais, a atormentar os meus días
Sombras, nada mais, nunca mais tive alegria!
Se algum día fizeres o mesmo com este alguém
Que nos teus braços está, podes voltar que eu estarei
Com aquele mesmo amor que guardo para te dar
Porém, se agora tu amas fielmente
Peço que esqueças que um día eu te amei
Pois eu não quero que este outro sofra o que eu sofri
Vivendo nesta solidão!
Hoje estás feliz
Ao lado de outro vivendo
Eu sozinho aquí, sofrendo
E aos poucos vou morrendo
Neste drama sem final!
Sombras, nada mais
Da tua imagem querida
Sombras, nada mais
Só tenho sombras na Vida!

Written by: José María Contursí / Francisco Lomuto / Vrs. Hélio Araújo
Sent by Paulo. Revised by 2 people.
Did you see an error? Send us your revision.