O Homem Que Não Tinha Nada (part. Negra Li)

Projota

Original Translation Original and translation
O Homem Que Não Tinha Nada (part. Negra Li)

O homem que não tinha nada acordou bem cedo
Com a luz do Sol já que não tem despertador
Ele não tinha nada, então também não tinha medo
E foi pra luta como faz um bom trabalhador

O homem que não tinha nada enfrentou o trem lotado
Às sete horas da manhã com sorriso no rosto
Se despediu de sua mulher com um beijo molhado
Pra provar do seu amor e pra marcar seu posto

O homem que não tinha nada tinha de tudo
Artrose, artrite, diabetes e o que mais tiver
Mas tinha dentro da sua alma muito conteúdo
E mesmo sem ter quase nada ele ainda tinha fé

O homem que não tinha nada tinha um trabalho
Com um esfregão limpando aquele chão sem fim
Mesmo que alguém sujasse de propósito o assoalho
Ele sorria alegremente, e dizia assim

O ser humano é falho, hoje mesmo eu falhei
Ninguém nasce sabendo, então me deixe tentar (me deixe tentar)
O ser humano é falho, hoje mesmo eu falhei
Ninguém nasce sabendo (ninguém), então me deixe tentar

O homem que não tinha nada tinha Marizete
Maria Flor, Marina, Mário, que era o seu menor
Um tinha nove, uma doze, outra dezessete
A de quarenta sempre foi o seu amor maior

O homem que não tinha nada tinha um problema
Um dia antes mesmo foi cortada a sua luz
Subiu no poste experiente, fez o seu esquema
Mas à noite reforçou o pedido pra Jesus

O homem que não tinha nada seguiu a sua trilha
Mesmo caminho, mesmo horário, mas foi diferente
Ligou pra casa pra dizer que amava sua família
Achou que ali já pressentia o que vinha na frente

O homem que não tinha nada
Encontrou outro homem que não tinha nada
Mas este tinha uma faca
Queria o pouco que ele tinha, ou seja, nada
Na paranoia, noia que não ganha te ataca

O homem que não tinha nada agora já não tinha vida
Deixou pra trás três filhos e sua mulher
O povo queimou pneu, fechou a avenida
E escreveu no asfalto: saudade do Josué

O ser humano é falho, hoje mesmo eu falhei
Ninguém nasce sabendo, então me deixe tentar (me deixe tentar)
O ser humano é falho, hoje mesmo eu falhei
Ninguém nasce sabendo (ninguém), então me deixe tentar

Então me deixe tentar
Então me deixe tentar
Então me deixe tentar

The Man Who Had Nothing (feat. Negra Li)

The man who had nothing woke up early
With sunlight since there is no alarm clock
He had nothing, so he wasn't afraid either
And went to fight like a good worker does

The man who had nothing faced the crowded train
At seven o'clock in the morning with smile on his face
He said goodbye to his wife with a wet kiss
To prove his love and to mark his post

The man who had nothing had everything
Arthrosis, arthritis, diabetes and some more
But there was a lot of content inside his soul
And even having almost nothing he still had faith

The man who had nothing had a job
With a mop cleaning that endless floor
Even if someone purposely soiled the floor
He smiled happily, and said

The human being is flawed, today I failed
No one is born knowing everything, so let me try (let me try)
The human being is flawed, today I failed
No one is born knowing everything, so let me try (let me try)

The man who had nothing had Marizete
Maria Flor, Marina, Mario, who was his youngest
One was nine, one twelve, another seventeen
The one who was forty has always been his greatest love

The man who had nothing had a problem
One day before his light was cut off
Climbed the pole, experienced, made his scheme
But at night reinforced the request to Jesus

The man who had nothing followed his trail
Same way, same time, but it was different
He called home to say he loved his family
I think he already sensed what was ahead

The man who had nothing
Found another man who had nothing
But this one had a knife
I wanted the little he had, that is, nothing
In paranoia, a guy who doesn't win attacks you

The man who had nothing now had no life
Left behind three children and his wife
The people burned the tire, closed the avenue
And wrote on the asphalt: Longing for Josué

The human being is flawed, today I failed
No one is born knowing everything, so let me try (let me try)
The human being is flawed, today I failed
No one is born knowing everything (no one), so let me try

So let me try
So let me try
So let me try

Written by: Projota
Sent by Yasmim and translated by ana. Subtitled by Jaaziel and Beatriz. Revised by 9 people.
Did you see an error? Send us your revision.